A truta é um peixe de formato alongado, pertencente à mesma família do salmão (Salmonídea). Pode ter até cerca de 60 cm de comprimento total e pesar até 2 kg. O dÔMEGA-3orso tem cor que varia do esverdeado ao castanho, sendo as laterais acinzentadas e a parte inferior esbranquiçada. Tem pintas escuras nas nadadeiras e no corpo. É originária do hemisfério norte, Estados Unidos e Canadá, tendo sido, no entanto, introduzida em todos os continentes. No Brasil, sua introdução ocorreu principalmente nos rios dos planaltos das regiões Sudeste e Sul.

 

Ao longo da história, a truta vem se constituindo em um dos peixes mais apreciados pelos "gourmets" em todo o mundo. Já na Idade Média, ocupava lugar de destaque na mesa dos nobres europeus, que se deliciavam com sua carne de sabor delicado. No Brasil, a criação de trutas começou em 1949. Consta que os primeiros ovos foram importados da Dinamarca. Bem adaptada às frias corredeiras, rios e riachos de regiões montanhosas como as da Serra da Mantiqueira (estados de Minas Gerais, São Paulo e sul do Rio de Janeiro) e nas serras do leste dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Nessas regiões foram montadas muitas truticulturas, sendo a espécie mais comum a truta arco-irís (Oncorhynchus mykiss).

 

Peixe de boa textura, carne macia e espinha dorsal única (o que facilita a degustação), a truta representa o que há de melhor em termos alimentares: o baixo teor de calorias associado às fontes de cálcio e fósforo, além da presença de um ácido-graxo essencial: ÔMEGA-3,verdadeira arma no combate ao colesterol.

 

Conheça o ÔMEGA-3

 

As trutas são fontes naturais de proteínas, vitaminas, sais minerais e ácidos graxos, dentre eles o Ômega-3.

O Ômega-3, encontrado em maior quantidade nos peixes de água fria, é um ácido poli-insaturado que tem por propriedade a redução do nível de colesterol no sangue e está concentrado na parte mais escura do peixe, perto da espinha. É indicado, também, como coadjuvante no tratamento da artrite reumatoide e psoríase. Minimiza enfartos do miocárdio e reduz os níveis de colesterol e triglicerídeos; diminui a pressão sanguínea (hipertensão) e atenua estados inflamatórios.

 

Quando ingerido regularmente, é responsável por uma série de melhorias em nosso metabolismo, tais como:

  •  

  • Diminuir em 50% o risco de um ataque cardíaco, regularizando a frequência do coração;

  •  

  • Baixar a pressão sanguínea;

  •  

  • Prevenir a formação de coágulos;

  •  

  • Reduzir a gordura do sangue;

  •  

  • Diminuir a possibilidade de derrame;

  •  

  • Diminuir o risco de asma em crianças, entre outras.

  •  

Desova

Na Criação de Trutas da Serrinha realiza-se a desova artificial das trutas. As fêmeas são desovadas através de massagem no abdômen. Os ovos são fecundados com o esperma do macho, obtido da mesma forma. Após cerca de 04 semanas em incubadoras especiais, começa o nascimento das larvas.

 

Transferidas para os berçários, as larvas apresentam na barriga o saco vitelino responsável por sua nutrição nas primeiras semanas de vida. Com 15 dias o peixinho começa a nadar em busca de alimento e é chamado alevino. Recebendo ração especial 8 vezes ao dia, com dois meses de vida o alevino já pode ser colocado nos tanques externos onde se fará a engorda.

 

Alimentação

A truta é um peixe carnívoro, que na natureza se alimenta de insetos e pequenos animais aquáticos. Nos tanques de criação recebe ração industrial especialmente elaborada, à base de farinha de peixe, fornecida até 6 vezes ao dia, dependendo da fase de crescimento.

Pimenta